quarta-feira, 23 de maio de 2012

Falange de Ciganas Taganas



A falange de Ciganas Taganas foi criada no dia 6 de fevereiro de 1982, tia Neiva, em Koatay 108, buscou em Cristo Jesus a força da Cigana Tagana a este plano.  Surgiu na Terra à falange Ciganas Taganas com a permissão superior da clarividente Tia Neiva, preparou a representante deste grandioso espírito, Cigana Tagana, aqui na terra, a primeira Cigana Tagana Marlete Queiroz, dizendo a ela que iria criar uma nova indumentária em verde e preto.  Seria uma indumentária especial, sua filha Carmem Lúcia a partir do desenho e outras informações colhidas, junto a mãe, providenciou a nova indumentária.  No terceiro domingo daquele mês durante a aula, nossa mãe clarividente, Tia Neiva, apresentou a Ninfa Marlete como a primeira Ninfa da Falange Ciganas Taganas.
 A Origem Da Falange: Esparta (Mundo Verde)
JESUS
Na época de Jesus éramos ciganas e viemos ao seu encontro, pois, tínhamos consciência de sua missão na Terra. Quando ele foi crucificado as Dhraman Oxinto sentiram-se desesperadas a ponto de abandonarem  a missão que lhes foi confiada. Então, nós, Ciganas Taganas através do poder de nossa mente criamos uma nuvem negra em torno delas, impendido assim, que fossem embora e com o nosso amor e poder de harmonia conseguimos acalmá-las para que pudessem retomar a sua missão. 
NOSSA SENHORA DO APARÁ
Quando Nossa Senhora do Apará descia dos planos superiores aos porões dos navios negreiros para trazer o consolo e o amor incondicional aos milhares de homens e mulheres desgastados pelo sofrimento, dor e humilhações, a Cigana Tagana acompanhava para proporcionar com amor a cura física e espiritual àqueles seres desamparados e sofridos.  Mas como missão principal a Cigana Tagana traz consigo a permissão superior do poder da harmonia.
*O compromisso maior das Ciganas Taganas é levar a harmonia em todo e qualquer lugar, nos trabalhos ou rituais.
RAINHA DE SABÁ
 A Rainha de Sabá é a alma gêmea do Ministro Janatã e permaneceu 400 anos longe dele, pois tinha que libertar alguns espíritos que se encontravam no vale das sombras.  Foi então, que a Missionária Cigana Tagana veio auxiliá-la alcançando aonde ela não podia alcançar, e assim libertando esses espíritos. Por isso a Rainha de Sabá se colocou à disposição da Missionária Cigana Tagana e de toda a sua falange.
IRMÃ LÍVIA
Nós trabalhamos  no albergue de Irmã Lívia. As missionárias desse albergue começam os seus trabalhos a partir  das 10 horas e encerram somente às 17 horas. É através do abatá que prestamos assistência a esse albergue. Por isso foi criado o abatá da falange, sendo importante a participação das missionárias nos abatás de domingo e da escala.
Oráculo de Delfos, em Esparta: as Ciganas Taganas dispunham da força desobsessiva e curadora da Grandiosa Rainha de Sabá.  Falávamos com os Deuses e preparávamos as Pitonisas inclusive Pytia.
Suas integrantes faziam contato com os Deuses, no Oráculo de Delfos, pedindo proteção para seu povo.  Também trabalhavam recolhendo os feridos e os doentes, levando-os para a Cruz do Caminho, aguardando até ficarem curados (quando então eram feitos os julgamentos) Tia Neiva, nossa mãe clarividente, dizia que uma Cigana Tagana pode harmonizar não só um trabalho espiritual, como qualquer ponto do Universo.  Infelizmente nos deixamos levar ao precipício de nossas invigilâncias, orgulho e vícios terrenos, daí o porquê de estarmos novamente encarnadas.  E foi-nos concedida mais uma oportunidade, por Deus Pai todo Poderoso de darmos continuidade ao empreendimento de nossa Missão.
Acreditamos ter a oportunidade em tempo hábil, de relatar por cartas, fatos da nossa falange ocorridos em outras encarnações.  Não podemos esquecer nunca, que o nosso compromisso, tanto na doutrina como em nossa vida particular é a harmonia. 
(Um ser harmonizado é um ser saudável, confiante, otimista e perseverante).  Como dizia Tia Neiva: “Ninguém gosta de ser servido pelos fracos e infelizes.”
SALVE DEUS!
Turigano: Fomos às responsáveis por fazer o contato com Leônidas para que recebesse Pytia. Neste trabalho nossa missão é distribuir as energias ali manipuladas, é por isso que emitimos por último.
Cruz do caminho: Cuidávamos dos ladrões, assassinos, criminosos, ou seja, dos homens perigosos. Nós simplesmente com um olhar hipnotizávamos esses homens com a intenção de cuidar de suas doenças e conduzi-los para Deus.
A harmonia é o compromisso maior da Falange.  Isso fica bem claro no nosso canto:
Canto
Nossa Mãe clarividente quando trouxe o nosso canto afirmou que somos a única falange que tem a permissão de falar com Deus.
Por isso devemos ser pequenas em humildade e amar incondicionalmente para alcançarmos a condição que nos foi confiada.


Oh! Jesus.
Nessa bendita hora,
Eu quero falar com Deus.
Quero sentir todo o meu amor,
Eu sou uma pequena ninfa, sou uma tagana,
Que desejo servir por todo o universo,
Na luz iniciática do santo evangélio.
Venho do mundo verde,
Em missão especial de uma nova era,
Na esperança de um mundo melhor,
E na grandeza de Deus pai todo poderoso,
Aqui estarei sempre,
Com -0-// em ti Jesus querido,
Salve Deus!

Nosso canto traz nosso compromisso em servir todo o Universo.  Devemos sempre nos conduzir com humildade, amor e respeito a nós mesmas, aos nossos irmãos, a nossa missão e a divina Koatay 108 nossa mãe clarividente.
dentro dos conceitos da vida, podemos nos distinguir dos demais, só depende de nossa capacidade de ser e estar”.
Tia Neiva
NOSSOS TRABALHOS
Como já foi dito, a Cigana Tagana é necessária no trabalho dos prisioneiros.  Por isso vamos falar um pouco deste trabalho.

TRABALHO DE PRISÃO
Nós, as Ciganas Taganas, simbolizamos a libertação, dando a certeza a estes espíritos que eles partirão para Deus. Quando o mestre ou a ninfa assume a prisão e começa a pedir os bônus, a Missionária Cigana Tagana transforma esses bônus em energia e a partir daí se encontra com o cobrador do prisioneiro (a). A Missionária Cigana Tagana leva estes bônus através de energia para que aquele cobrador se sinta bem e tenha a condição de perdoar e libertar-se. Dispomos da força da harmonia por todo o universo, libertação, cura física e espiritual, transformação dos carmas e a condição de falar com Deus. Por isso nem um prisioneiro pode libertar-se sem que a Cigana Tagana o conduza até a presença de Pai João de Enoque pela mão esquerda, que simboliza o coração e o amor.

TEMPO POR CADA PRISÃO
Os prisioneiros não devem ficar menos de 7 dias ou mais de 15 dias

UNIFORMES
Ninfa Sol e Ninfa Lua, indumentária de prisioneira (ver modelo com a costureira do Templo), com capa, Sudário e Exê (rosa e lenço do lado esquerdo da cabeça).

EMISSÃO E CANTO
A Cigana Tagana faz emissão e canto logo após a Cigana Aganara, sendo que a missionária não deve estar prisioneira.




BÔNUS
A quantidade mínima de bônus para ir a julgamento é de 2000, dos quais, no mínimo 1000 são através de assinaturas.


 




Estrela Candente (escalada completa)
Estrela Sublimação (Neru)
300
bônus
Corrente Magnética da Estrela de Neru
Leito Magnético
Turigano
Abatá
Unificação
      Quadrante: 600 bônus
      Randy: 500 bônus

      Junção
      Indução
1000 bônus
      Sudálio
      Cruz do Caminho
      Cura





TEMPLOS EXTERNOS
As Ciganas Taganas também têm função específica no Aramê.
A primeira Cigana Tagana Marlete, o Comandante Adjunto Rolzo e as demais Ciganas do Templo-mãe, estarão sempre dispostos a receber todas as Ciganas dos templos-externos, acolhendo-as com carinho e dando todas as oportunidades nos trabalhos com a falange.
Para uma perfeita sintonia entre o templo-mãe e templos externos, pois somos todos irmãos, é preciso que haja o respeito recíproco.  A Cigana Tagana que vier procurar a sua primeira Cigana, Marlete Queiroz, deve vir devidamente credenciada pelo seu Adjunto, pois é de nosso conhecimento que as primeiras de Falange não tem autoridade nos templos-externos, e nos compete apenas dar informações e ajuda no que se refere aos trabalhos, as indumentárias, e orientações de caráter doutrinário, não interferindo no trabalho dos presidentes e suas respectivas Ninfas.
OBS: As missionárias que ainda não tem o canto da Falange e vierem adquiri-lo no templo-mãe, devem vir com uma carta de apresentação ou com o seu Adjunto para que não haja nenhum equívoco.  Os cantos que forem dados pela primeira Cigana, Marlete Queiroz, estarão devidamente assinados e datados.
OUTROS TRABALHOS
As Ciganas Taganas também participam de outros trabalhos, sendo eles: Sanday de Tronos, Leito Magnético, Benção do Pai Seta Branca, Quadrante, Estrela de Neru (como ninfas ismênas), Escalada, Abatá das Missionárias, etc.
Minhas irmãs missionárias vamos juntas, com amor e harmonia, buscar com a nossa vibração alcançar a todos que nos cercam irradiando sempre paz, esperança e alegria.
Somos Ninfas Missionárias, as rosas do Pai Seta Branca, “Ciganas Taganas” unidas no mesmo ideal que é servir com amor em nome de Jesus o Divino e amado Mestre.
NOSSA INDUMENTÁRIA
A indumentária da falange traz em suas cores e simbolismo a síntese do poder espiritual transcendental que representa na terra.
É preciso ter sempre muito carinho na confecção de nossas indumentárias, procurando serem pessoas capacitadas para fazê-las.  Isso porque a primeira Cigana Tagana, Marlete Queiroz, é muito rigorosa com as indumentárias de sua falange, procurando manter sempre o padrão original, com muito zelo e carinho, segundo os ensinamentos de nossa Mãe Clarividente.
TAÇA
Simboliza o carma, porém, não simboliza o sofrimento do carma e sim o poder que Deus nos confiou de transformar os carmas de nossos irmãos encarnados, dando-lhes a oportunidade e a condição de resgatar suas dívidas e assim partirem para Deus.
Ninfa Lua: prateada
Ninfa Sol: dourada
O vinho deve ser roxo-claro (nem roxo-escuro, nem rosa-choque)
A taça é colocada na altura do plexo tanto para a Ninfa Sol quanto para a Ninfa Lua.  Não há diferença na colocação
O PENTE
O pente é confeccionado com tules nas cores verde e preto, sendo que para a Ninfa Sol o brocado é dourado e para a Ninfa Lua o brocado é prateado.
O tule deve medir 90 cm de comprimento, existindo um padrão para a colocação do mesmo.
O bordado da parte de cima deve ser feito sobre o Lamê, existindo um padrão para o bordado e deve ser rigorosamente igual para todas, com exceção apenas no dourado (Ninfa Sol) ou prateado (Ninfa Lua).  Não pode ter nenhuma pedra.  Os pentes podem ser confeccionados no salão de costura do vale.
OBS: Os pentes devem ser levemente dobrados para frente, na altura da rosa do centro, atendendo ao pedido de nossa Mãe Clarividente.
CORRENTES
Existe um padrão para as correntes, todas seguem um só modelo e espessura.  A medida é de 1,90 cm.
São dadas 03 voltas na corrente, sendo que a volta maior fica abaixo do pé da taça, a segunda fica no meio da haste da taça e a terceira na altura do vinho.
ESTRELAS, LUA E SOL
Ninfa Lua: são três estrelas e uma lua.
Ninfa Sol: apenas o sol.
Estas armas devem seguir um padrão que será dado pela primeira regente Marlete Queiroz.  Juntamente com a taça.  A disposição das armas virá em anexo (desenho).
VESTIDO
O vestido é confeccionado em malha verde e preta.  A parte de trás é verde (metragem da malha é de 3m) cortada godê simples, na frente é preto meio godê (1/3 da metade da roda do verde) que começa na altura da cintura com mais ou menos 20 a 25 cm de acordo com a manequim, e termina com 1,50cm de largura.  O corpo do vestido também é preto (metragem da malha 3m).  Devido a dificuldade na aquisição da malha verde, temos encontrado dificuldade em manter o padrão da cor verde.
O preto: É a magia de nosso Senhor Jesus Cristo;
O verde: É o mundo verde (Esparta).
OBS: A fita deve ser usada por baixo da taça.
CAPA
São duas capas de organza, sendo a de cima preta e a debaixo verde bandeira.  O bordado não obedece um padrão, sendo que para Ninfa Sol deve ser dourado nas extremidades, e para a Ninfa Lua deve ser prateado.  A capa não poderá ser decotada em cima.
GOLA
A gola é feita com malha preta e deve ser redonda.  Deve-se tomar muito cuidado ao adquiri-la, pois ela deve ser muito bem feita.  As suas cores são verde-bandeira, azul-pavão, amarelo-ouro, rosa-escuro (não rosa-choque) e vermelho.
O vermelho: Representa a força do cavaleiro de lança vermelha (força desobsessiva);
O Rosa: Representa o amor incondicional;
O Verde: Representa comando;
O Amarelo: Representa a sabedoria;
O Azul: Representa a força do cavaleiro de lança azul.
São 12 fitas de cetim com 1,5cm ou número 03, 02 faces bordadas com lantejoulas pequenas número 06) bem juntas uma da outra.
OBS: Não se pode usar nada em cima da gola (talismã, broche, radar, etc).  Na gola deve contar -0-0- (para Ninfa Lua prateado, para Ninfa Sol dourado).  Não há padrão para o enfeite bordado na gola e do cinto.  A espessura da espuma é de 3 mm, a altura é de mais ou menos 14cm, dependendo da altura da Ninfa.  Devendo ser usado dourado-verde para Ninfa Sol, prateado-verde para Ninfa Lua.
CORRENTES
Substituem a fita e simbolizam a prisão.
Porém, os trinos logo após o desencarne de Tia Neiva determinaram que a falange deveria usar a fita.
SIGNIFICADO: - 0 - 0 – Estou pronto com todas as minhas armas e parto com minha escrava a serviço da espiritualidade maior.
LUVAS
São de telinha, verde com prata para a Ninfa lua, verde com dourado para a Ninfa Sol.  Os extremos das luvas devem ser bordadas com 03 fileiras de rosinhas pequenas, prateada-verde para ninfa Lua, e dourada-verde para Ninfa Sol.
LANÇA
As Ciganas Taganas só usam lança quando fazem CÔRTE e LEITO MAGNÉTICO (não se deve usar lança nos trabalhos de julgamento, arame e recepção de escada).  Nossas reuniões são realizadas no último sábado do mês na sala da Falange das Ciganas Taganas, e nossa escalada no último domingo do mês. (TEMPLO MÃE)
A indumentária da primeira Cigana Tagana difere das demais nos seguintes aspectos:
1)                Capa: São quatro, sendo uma renda (pode ser dourada)
2)                Pente e Luvas: O bordado é diferente
3)                Corrente: É mais grossa
OBSERVAÇÕES GERAIS
A sandália não tem cor padronizada, mas pede-se para não usar tênis, pois fica muito deselegante.
É importante que as Ninfas não usem óculos escuros quando estiverem com a indumentária.
TRIAGEM
EMISSÃO
 Quando uma missionária faz sua emissão e o canto de sua falange, todas as irmãs de falange devem ficar de pé e entrar em sintonia com ela. Pois naquele instante está sendo feita a ligação com sua falange missionária nos planos espirituais. A Cigana Tagana harmoniza em qualquer ponto do universo. O canto é o complemento da emissão, ela é um espírito que se identifica, e ao fazer o seu canto, ela agrega à sua individualidade a força da falange missionária do espaço. Por isso é preciso lembrar que a emissão e o canto devem ser feitos com o coração, isto é, colocando todo amor naquela vibração que se expande a partir de nós e sobe até os planos espirituais se espalhando pelo ambiente, acalmando as agitações e harmonizando nossos irmãos encarnados e desencarnados que estão junto a nós. A ninfa só pode fazer o canto com a indumentária da falange ou estando prisioneira.

“Um ser harmonizado, é um ser saudável, confiante, otimista e perseverante”.  Como dizia Tia Neiva.
SALVE DEUS!
BOA SORTE!
ANIVERSÁRIOS

Aniversário da Falange: 06 de fevereiro.
Aniversário da 1ª Cigana Tagana Marlete Queiroz: 14 de Outubro.
Endereço residencial: CR 71 casa 89 Vale do Amanhecer – Planaltina – DF
CEP: 73.370-000
Telefone: (61) 3389-5067

Aniversário Adjunto Rolzo – Mestre Edmundo: 04 de fevereiro
Endereço residencial: CR 70 casa 60 – Vale do Amanhecer – Planaltina – DF
CEP: 73.370-000

Endereço Secretaria da Falange – Tânia Kreimer: SQS 307 Bloco B Aptº 406 – Brasília – DF
Fone: (61) 3244-2472

Dilza
Endereço residencial: CR 70 Casa 62 – Vale do Amanhecer – Planaltina – DF
Fone: (61) 3389-7051
CEP: 73.370-000

Nenhum comentário:

Postar um comentário